Conheça os benefícios de ações culturais para os idosos

Há quem diga que ser idoso é sinônimo de estar sempre em casa, assistindo televisão, fazendo crochês em cadeiras de balanço. Mas a terceira idade mudou. Graças ao aumento da longevidade, as pessoas estão chegando nessa fase da vida muito mais dispostas e cheias de energia, com um calendário de atividades para cumprir e mais independentes.

Nos deparamos com várias formas de estímulo para envelhecer “bem”, cuidando da saúde, tendo rotinas saudáveis, que melhoram a qualidade de vida e promovem uma senescência satisfatória.
Esse universo vem despertando interesse e ganhando mais adeptos, gerando, assim, novas formas para acabar de vez com a ideia de velhice deprimida.

Uma das representações disso são os eventos culturais, que vão muito além de impulsionar a cultura. Eles buscam, também, reunir pessoas idosas e os convidam a perceber que a senilidade não precisa ser só sobre doença, solidão e afastamento. Esses eventos ajudam a resgatar o papel deles na sociedade e faz com que eles se sintam felizes e realizados.

Instituições como igrejas, casas de repouso, grupos de apoio e até a própria prefeitura da cidade podem organizar esse tipo de ação. As atividades vão variar de passeios a museus, exposições, teatros, cinema, etc. Mas podem, além disso, criar apresentações nas quais os idosos possam efetivamente fazer parte de alguma forma, como, por exemplo, dança, artesanato, culinária e corais.
Esses momentos trazem consigo muitos motivos que revelam ao idoso que eles não só conseguem, como devem sentir felicidade, motivação, satisfação e prazeres durante a terceira idade. Mostram também que esse estado de espírito elevam o bem estar e resultam em diversos benefícios no organismo: dão ânimo, minimiza possíveis doenças, fortalece a mente e o coração.

As relações criadas durante os eventos culturais estão diretamente ligadas com a convivência familiar e social. Da mesma forma, estimula no indivíduo sua capacidade laboral, geram sentimento de grande valor pessoal, auto-estima e reinserção na sociedade.
Por ser uma atividade em grupo e com isso gerar uma outra conotação sobre o evento, encoraja o idoso a querer participar. Essa integração com pessoas da mesma idade, com semelhanças e interesses em comum estabelecem laços de amizade. Cada um doa um pouco de si para que o projeto crie cara e forma e, assim, eles acabam conhecendo um pouco da vivência do outro.

Com tantos traços positivos, é fundamental cuidar do bem estar dos nossos entes queridos nessa fase que, por si só, é bastante delicada. Proporcionar momentos de prazer é indispensável em qualquer fase da vida, afinal, ser feliz também é questão de saúde, não é mesmo?!

 

Fique por dentro de nosso blog e ver muito mais dicas como essa!

Nos acompanhe em nossas redes sociais e conheça mais sobre nosso trabalho!



Deixe uma resposta