Qual a importância das atividades físicas na vida do idoso

O envelhecimento geralmente é visto como o fim da vida, no qual o indivíduo vai perdendo gradativamente a segurança física e mental para continuar praticando atividades que costumava executar com mais facilidade.
É fato que o processo de senescência já traz, por si só, uma série de transformações progressivas. E a falta de estímulo na prática de atividades físicas podem contribuir para que a convivência com essa evolução seja mais difícil.

Uma das questões amplamente estimuladas atualmente e que aos poucos vai sendo estabelecida como fator fundamental para uma boa qualidade de vida é sobre a manutenção de hábitos saudáveis. É fácil identificar que o nosso corpo é o responsável por nosso deslocamento, é uma das nossas formas de expressão e que também nos permite relacionar com outras pessoas e lugares. Sendo assim, cuidar bem dele é uma decisão muito bem acertada. Mas, ao contrário do que muitos podem pensar, isso não se aplica somente aos jovens.

A prática de exercícios físicos na terceira idade vem sendo extremamente indicada para preservação da saúde, da flexibilidade e longevidade. Além disso, contribui em aspectos psicológicos e sociais, que são fatores importantíssimos na qualidade de vida do idoso.

Melhora física

O exercício desenvolve o condicionamento físico, ganho de força e massa muscular, melhora a parte óssea e ajuda a reduzir a camada adiposa.

 

Melhora do organismo e metabolismo

No metabolismo, ajuda no controle de doenças comuns da idade, como, por exemplo, diabetes, hipertensão, osteoporose, obesidade, doenças cardiovasculares, melhora da respiração, entre outros.

 

Melhora psicológica

Psicologicamente, auxilia no combate à depressão e ansiedade, melhora o humor, estimula processos cognitivos, como memória, concentração e aprendizado.

 

Melhora social

No âmbito social, a atividade física renova o sentimento de se sentirem úteis e novamente incluídos socialmente devido à interação com outras pessoas.

 

Inegavelmente, torna-se de extrema importância implementar exercícios físicos durante essa fase, uma vez que essa rotina mais ativa contribui bastante no controle das mudanças decorrentes do envelhecimento. Tudo isso ajuda a evitar, em muitos casos, a limitação funcional e promove a independência do idoso.

Converse com o médico de confiança da família. Descubra qual atividade será mais indicada para seu ente querido realizar considerando todos os detalhes e necessidades que ele possui. As que são geralmente mais recomendadas são pilates, hidroginástica, natação, caminhada e yoga.

 

Veja mais dicas sobre o assunto em nosso blog.

Visite também nosso site e conheça mais sobre nosso trabalho!



Deixe uma resposta