A Geriatria e Gerontologia e sua a importância na vida dos idosos

Se pretendemos viver por muito tempo, então, inevitavelmente, temos que passar pela terceira idade. Envelhecer pode assustar algumas pessoas, mas é um processo natural do nosso organismo e pelo qual estamos “biologicamente preparados”.
Todavia, é fato que a fase é bastante desafiadora em diversos aspectos tanto físicos quanto emocionais e a rede de apoio é fundamental para que possamos envelhecer com saúde e qualidade de vida.

Hoje em dia, com o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, é fácil encontrar um idoso por aí. Mas, da mesma forma, também não encontramos dificuldades para nos depararmos com um que esteja relativamente debilitado em decorrência de doenças comuns da idade. E muitas vezes se tratam de doenças crônicas que demandam tratamento e atenção adequados para que não seja ainda mais prejudicial e torne o indivíduo incapacitante de algum modo.

O QUE É

Segundo a OMS, o envelhecimento, para ser uma bagagem favorável, precisa de um acompanhamento contínuo e boas oportunidades de saúde e segurança.
É nesse contexto que entra a Geriatria e a Gerontologia e sua importância para manutenção da qualidade de vida do idoso.
A Geriatria é a especialidade médica que trata as doenças presentes na terceira idade. Já a Gerontologia estuda o processo de envelhecimento e as maneiras para atender os objetivos de promoção da saúde. Assim, cuidam de forma especializada buscando a prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação dos idosos em todas as enfermidades relacionadas à essa fase da vida.

OS OBJETIVOS

O principal objetivo é a recuperação da autonomia funcional dessas pessoas levando em consideração todas as suas limitações.
O envelhecimento ativo propicia uma maior longevidade uma vez que os médicos que atuam nessa área oferecem um olhar integral ao idoso, ponderando as melhores intervenções e indicando de qual forma os riscos podem ser minimizados.
Com isso, a terceira idade pode se tornar novamente apta a realizar suas atividades diárias dentro de suas capacidades individuais, podendo inclusive se integrar na comunidade e nas relações familiares de forma social, econômica, culturais, etc.

QUANDO PROCURAR

É nesse momento que nos questionamos quando é o momento certo para procurar este tipo de profissional.
Por isso, separamos algumas dicas para que você possa se atentar na sua rotina familiar:

• Antes dos 60 anos, para buscar orientações de como envelhecer de forma saudável;
• Para conduzir da melhor forma o avanço do envelhecimento que está em andamento;
• Para pessoas com mais de 60 anos que possuem doenças crônicas e buscam um acompanhamento de perto visando a manutenção de aspectos funcionais que possam estar relacionados às mesmas, evitando novas perdas e recuperando as já existentes.

Se um familiar possui alguma das condições acima ou está próximo delas, procure um médico especialista nesta área e ajude-o a passar da melhor forma possível por essa fase tão delicada.
Este cuidado é essencial e muito positivo para a saúde e qualidade de vida do idoso.

 

Conheça mais sobre nosso trabalho em nosso site e redes sociais!

Fique de olho no blog! Todo mês com um tema novo!



Deixe uma resposta