Calendário de vacinação para idosos: qual a sua importância?

A cada novo início de ano, é fundamental que se confira o calendário de vacinação para idosos. Especialmente agora que vivemos um cenário de pandemia, estar imunizado se torna ainda mais importante e a prevenção contra contaminações deve ganhar atenção.

Por mais que a vacina de prevenção ao Covid-19 ainda não esteja disponível para todos os idosos, se manter protegido contra outras doenças pode manter a imunidade em bom estado, para então prevenir ou combater o novo Coronavírus.

Neste momento, todo o cuidado possível deve ser tomado com os idosos. Como eles fazem parte do grupo de risco por possuírem uma redução natural da resposta imune, menor força dos músculos respiratórios, capacidade de limpeza do sistema respiratório e eficiência das trocas gasosas, a vacinação do idoso é muito importante para fornecer a imunidade necessária ao combate e prevenção de infecções.

Por isso, é essencial que as pessoas a partir dos 60 anos tenhamos atenção dobrada ao calendário e às campanhas de vacinação, principalmente a da gripe, que é recomendada para pessoas a partir dos 55 anos e que acontece anualmente.

Quais vacinas tomar após 60 anos?

Após os 60 anos de idade, as doses recomendadas no calendário de vacinação para idosos, determinadas pela Sociedade Brasileira de Imunizações em conjunto com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, são 8:

Difteria e Tétano;
Febre amarela;
Gripe;
Hepatite;
Herpes zóster;
Meningite meningocócica.
Pneumonia pneumocócica;
Tríplice viral.

Algumas dessas vacinas são disponibilizadas pelo Ministério da Saúde gratuitamente através do SUS, enquanto algumas só podem ser adquiridas em clínicas particulares, como as contra herpes zóster, meningococo e hepatite A, por exemplo.

É preciso tomar a vacina contra gripe todos os anos?

Sim! Apesar da gripe ser uma doença comum e frequente em todo o mundo, ela já deixou muitas pessoas hospitalizadas e pode causar a morte. A gripe comum é uma infecção respiratória causada pelo vírus Influenza e é facilmente transmissível.

A vacina contra a gripe deve ser tomada todos os anos para que seu efeito de proteção seja garantido, pois o vírus da influenza é capaz de sofrer mutações e criar resistência à vacina anterior.

Para que se entenda como as vacinas impactam na realidade de um país, vale ressaltar que ao longo do tempo, com a oferta de vacinas dentro do Programa Nacional de Imunizações, o Ministério da Saúde conseguiu a erradicação do sarampo e a eliminação do tétano neonatal, além do controle de outras doenças imunopreveníveis como difteria, coqueluche e tétano acidental, hepatite B, meningites, formas graves da tuberculose e rubéola, assim como a manutenção da erradicação da Poliomielite.

Envelhecer não significa necessariamente adoecer. Vacinar é um ato de amor.

Se você é idoso ou cuida de alguém que já está na melhor idade, se informe sobre a vacinação e procure uma unidade de saúde mais próxima e tenha acesso às vacinas disponíveis para as pessoas com mais de 60 anos.

A terceira idade é uma fase da vida que exige muita atenção e cuidado. Para muitos, cuidar da saúde e do bem-estar dos idosos é um desafio constante. Para isso, você sempre pode contar conosco do Residencial Serenidade.

Confira nosso blog e acompanhe nossas novidades nas redes sociais!



Deixe uma resposta