A importância do sono na terceira idade

Uma noite bem dormida é importante em qualquer etapa da vida e isso não é segredo, não é mesmo?! Desde cedo aprendemos que é preciso e benéfico dormir por oito horas, mas ao longo da vida nosso organismo passa por diversas alterações fisiológicas que transformam o padrão de sono.

O processo de envelhecimento combinado com as mudanças na rotina proveniente dessa fase, como a aposentadoria e a redução de atividades físicas, fazem crescer as queixas de insônia e sono leve.
Além disso, durante a terceira idade, a vontade de dormir chega mais cedo e os idosos passam a acordar mais cedo também, o que pode fazer com que se sintam cansados ao longo do dia, o adormecer se torna mais demorado, o sono é interrompido várias vezes e, frequentemente, não completam as oito horas dormidas por noite.

Tudo isso é devido a diminuição da produção de melatonina, o hormônio regulador do sono. Conforme os anos vão passando, esse hormônio é reduzido gradativamente em nosso organismo, tornando o sono inconstante.
Essa variação pode deixar os idosos aflitos e preocupados, mas é preciso levar em consideração que é melhor a qualidade do sono do que a quantidade de horas dormidas por noite. Ou seja, para um sono fisicamente restaurador, é necessário permanecer tempo o suficiente na fase 3 do sono profundo, na qual o corpo e mente relaxam completamente e recebem bem menos impulsos externos. Esta fase do sono, quando controlada, diminui os riscos de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e obesidade.
A má qualidade do sono também pode implicar em problemas cognitivos, falha de memória, irritabilidade e sintomas depressivos.

 

Veja abaixo algumas dicas que como criar bons hábitos para manter um sono regular e saudável:

• A prática de exercício físicos diurnos que for mais recomendada pelo médico da família é importante no processo de regulação do sono.
• Pelo fato de o sono do idoso ser mais leve, deve-se evitar situações que o faça despertar no meio da noite. Entre elas, não ingerir muito líquido e esvaziar a bexiga antes de dormir para que não haja vontade de ir ao banheiro durante a madrugada, regular a temperatura do quarto para que o calor ou frio excessivos não o acordem, etc.
• Evitar que ele tire cochilo ao longo do dia, mesmo que tenham acordado mais cedo, pois ajuda a manter o sono profundo durante a noite.
• Cuide para que ele vá para a cama somente quando for dormir para que seu corpo tenha essa associação e de preferência com constância nos horários para criar o costume.
• Disponibilize colchões e travesseiros confortáveis.
• Antes de dormir, garantir hábitos relaxantes, como tomar banho morno e preparar chás calmantes. Da mesma forma, evitar alimentos com cafeína e atividades estimulantes no período da noite.
• Ao deitar, deixar o ambiente silencioso e com as luzes apagadas, uma vez que a claridade interrompe a produção de melatonina que já é delicada na terceira idade.

O sono o idoso pode ser reparador como em qualquer outra fase da vida. Aposte em hábitos saudáveis e uma rotina que favoreça uma boa noite de sono.
Caso seu familiar esteja com dificuldades para dormir, não deixe de procurar um especialista para identificar a causa e ajudá-lo a ganhar qualidade de vida!

 

Conheça mais sobre o Residencial Serenidade em nosso site!

Acompanhe o blog, sempre com temas novos!



Deixe uma resposta